DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

terça-feira, 18 de julho de 2017

MÃE REBATE NOTA DE MÉDICA E DIZ QUE VAI PROCESSAR TAMBÉM O HOSPITAL DA CHESF EM PAULO AFONSO; VEJA VÍDEO

No último dia 10 de julho, a médica Raquel Bathomarco, do Hospital Nair Alves de Souza lançou uma nota à imprensa desmentindo as acusações feitas por Claudiane Paz de Ramos, que tornou um vídeo viral na internet acusado-a de não prestar o devido atendimento ao seu filho, que é cardiopata e chegou ao hospital no último dia 6, segundo a mãe, com alterações graves em suas taxas sanguíneas. O garoto é paciente do Instituto do Coração, em São Paulo, e os exames são frequentes para medir possíveis alterações em seu quadro.

Em  nota, a defesa da médica alega que: “O menor foi atendido, porém não aparentava qualquer sinal de que fizesse tratar de situação emergencial, aparentava lucidez, sinais vitais ativos, altura e peso normais e compatíveis para a idade e interagindo com as perguntas médicas de práxis.”

Na manhã desta segunda (17), Claudiane procurou a redação do site PA4.COM.BR e solicitou espaço para esclarecer pontos da defesa de Bathomarco. A mãe afirmou mais um vez que não houve atendimento devido ao menino e que gravou a médica, para ter provas caso a criança viesse a óbito. Disse que já constituiu advogado e além da médica também irá processar o Hospital Nair Alves de Souza.

A DOENÇA DA CRIANÇA

“Ele tem 11 anos e usa uma válvula mecânica, a doença é congênita, essa válvula precisa ser acompanhada, entendeu? Então quando eu recebi o exame (eu faço acompanhamento no Incor em São Paulo, recebi de lá uma guia para fazer esses exames aqui, porque não posso ficar um mês sem fazer), então eu procurei a Secretaria de Saúde e marquei um cardiologista. No dia 6 recebi o resultado dos exames e comparando com o que eu trouxe de lá – que é o normal, vi que estava muito alterado, então fui ao hospital.”

Eis aqui um dos pontos de  divergência entre as partes, segundo a mãe, ela mesma pesou a criança, a médica chegou a ver os exames do garoto, mas, teria dito que só seria possível fazê-los com a autorização da direção do Nair Alves de Souza. Teria terminado aí a consulta, sem que se resolvesse nada. Segue a mãe:

“Eu entrei e ela estava sentada. Não havia enfermeira na hora, eu mesma pesei meu filho e passei o peso para ela. Ela perguntou o que estava acontecendo e eu expliquei, trouxe os dois exames  para que ela comparasse, quando ela disse que não fazia o exame sem autorização eu achei estranho, um pronto socorro?  A criança com exames tão alterados? Então eu saí, com o menino doente e caminhei aquele hospital atrás dessa autorização (Claudiane afirma que as câmeras de segurança provam todo seu percurso e que a criança ficou sozinha) porém, não encontrei ninguém.”

A VOLTA, A FILMAGEM E A CONFUSÃO

Ainda de acordo com a mãe, na assistência social do hospital também lhe foi dito que só a diretoria poderia autorizar os exames, então ela resolveu prestar queixa à polícia: “procurei uma policial que estava lá de plantão e disse a ela que iria prestar queixa, pois a médica não estava atendendo o  meu filho e se acontecesse alguma coisa a culpa não seria minha, porque eu procurei atendimento, ela perguntou se eu não poderia voltar no outro dia, mas eu disse que não, e se alguma coisa acontecesse?”.

A médica, segundo a mãe, havia saído para atender outra criança então ela ainda com a ficha na mão, resolveu filmar o segundo encontro na sala:

“Eu liguei o celular e perguntei a ela se negaria atendimento, para mim era a prova, eu queria que repetisse o exame, mas ela disse que não e aí começou a confusão.”

O SEGURANÇA DO HOSPITAL TOCOU EM VOCÊ?

Com certeza e está bem claro no vídeo, dá para ver, ele me pega duas vezes no braço.

A MANDO DE QUEM?

Dela (a médica) ela quem mandou me tirar da sala. Chegou o segurança e a policial, e eu já estava arrumando minhas coisas na pasta para sair, e disse que ninguém pusesse a mão em mim, ele disse que poria, eu disse que ele iria responder e ele revidou: eu respondo.

Veja o que Claudiane disse que espera da justiça e sua controvérsia em relação à nota emitida pela médica Raquel Bathomarco:



FONTE: OZILDO ALVES

Postar um comentário

SEGUIDORES DO BEIRA RIO NOTÍCIAS