DE MACURURÉ NA BAHIA PARA O MUNDO!

sábado, 29 de abril de 2017

VENDEDOR DE PICOLÉ E CARANGUEJOS TENTA SOBREVIVER EM MEIO AOS PROTESTOS DE PAULO AFONSO

Vendedor de picolé. ‘Vendi pouco’.
Um pequeno arranjo de caranguejos deu muito trabalho ao dono quando a multidão que protestava contra o governo federal se aproximou da feira grande, no bairro Perpétuo Socorro. O senhor tentava conter a fuga dos crustáceos que inevitavelmente precisam chegar às panelas, e garantir sua renda. Felizmente ele conseguiu não perder nenhum

Já para o vendedor de picolé, também tentando ganhar um extrazinho com a multidão, o sol que se manteve escondido no início da manhã, deixando o dia nublado não ajudou muito. ″Para o tanto de gente que está aqui, acabei vendendo pouco″, disse desanimando, enquanto o protesto parava a ponte.

Caranguejos tentam escapar da panela em meio ao povo.   São pessoas que tentam ganhar seu sustento, num país que hoje anuncia 14, 2 milhões de pessoas desempregadas, segundo estimativa do IBGE. Paulo Afonso segue de forma aguda a realidade nacional, ao longo da passeata, foram muitas as manifestações de populares em apoio ao movimento e em repúdio às medidas anunciadas pelo governo federal.
OZILDO ALVES
 
Postar um comentário

SEGUIDORES DO BEIRA RIO NOTÍCIAS